TV Câmara JP exibe mais uma entrevista inédita no ‘Cobra Criada’ e lança novo programa neste domingo (2)

O jornalista Carlos Cézar Muniz é o entrevistado no programa “Cobra Criada” e Nivaldo Barbosa apresenta o programa “Segurança do Trabalho na TV”

A TV Câmara de João Pessoa traz, neste domingo (2), uma entrevista inédita com o jornalista Carlos Cézar Muniz no programa “Cobra Criada”, apresentado pelo jornalista Rubens Nóbrega. No mesmo dia, também será lançado um novo programa, intitulado de “Segurança do Trabalho na TV”, apresentado por Nivaldo Barbosa.

O “Cobra Criada” vai ao ar a partir das 20h pelos canais 23 (Net), 39.1 (aberta e digital) e 339.1 (Sky). Sertanejo, com raízes fincadas na cidade de Catolé do Rocha, Carlos Cézar é, atualmente, assessor de imprensa do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Começou muito cedo, ainda adolescente, envolvido com lutas pelas causas sociais, movimentos estudantis e culturais, em parceria com o artista Chico César, amigo e conterrâneo, sob a liderança do Frei Marcelino.

Na Capital paraibana, durante a década de 80, Carlos formou-se em jornalismo e, desde a temporada no Curso de Comunicação, liderou um grupo de colegas formado por Carlos Henrique Peninha, Elmano Augusto, Adeildo Máximo, Ana Maria Sá, entre outros, com o intuito de transformar o Sindicato dos Jornalistas da Paraíba em uma entidade mais combativa, mais presente e atuante em defesa da categoria.

Além disso, foi chefe de reportagem dos jornais O Norte e Correio da Paraíba, editor de A União, colunista e repórter especial da revista A Carta e secretário de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa nas duas administrações de Cícero Lucena (1997-2004). “Carlos Cézar é um dos mais completos profissionais do segmento e com quem eu tive a satisfação de trabalhar”, comenta Rubens.

Programa pioneiro alerta sobre acidentes de trabalho

Já o programa “Segurança do Trabalho na TV” traz, a partir das 13h, a entrevista da procuradora do Trabalho na Paraíba, Marcela Asfora, que vai falar sobre as ações do Ministério Público do Trabalho (MPT) de prevenção aos acidentes no setor, Observatório Digital de Acidente de Trabalho e como o trabalhador pode recorrer em caso de acidente e adoecimento ocupacional. Esse tipo de programa, através de tv aberta, é pioneiro no Brasil.

MPT

O técnico de segurança do trabalho, Nivaldo Barbosa, é idealizador e produtor do programa. Ele entende que o objetivo principal é educar e conscientizar a sociedade sobre os direitos do trabalhador, as condições correta para um trabalho seguro, e quais as providências que um trabalhador dever tomar, caso sofra algum acidente ou adoeça no serviço. “A nossa ideia é tratar, basicamente, dos direitos e deveres com relação ao acidente de trabalho, que pode ocorrer também numa grande empresa, numa construção, em casa mesmo e no trânsito”, observa.

O programa tem uma parceria do MPT, Associação dos Magistrados do Trabalho na Paraíba, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba, Centro de Referência e Saúde do Trabalhador (Cerest), entre outras instituições. Esses programas serão reprisados durante a semana, de segunda a sexta, na TV Câmara JP, pelos canais já citados, e também pelo YouTube, no endereço (TV Câmara de João Pessoa).

 

 

 

Texto de Paulo de Pádua Fotos de Arquivo/Secom-CMJP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *