Temer consolida exoneração de aliado de Welington Roberto como retaliação

O presidente Michel Temer (PMDB) exonerou Gustavo Adolfo Andrade de Sá da diretoria de Administração e Finanças do Dnit.

A exoneração foi publicada no “Diário Oficial” desta segunda-feira (07).

Adolfo foi indicado para o cargo pelo deputado paraibano Wellington Roberto (PR-PB) e a exoneração é tida como retaliação aos integrantes da base do governo que votaram contra o presidente na Câmara Federal na ação que Procuradoria Geral da República (PGR) pedia para o Supremo Tribunal Federal (STF) investigar denúncia de corrupção passiva de Temer.

O pedido de punição a Wellington partiu do ministro dos Transportes, Maurício Quintella (PR).

O Planalto espera que as outras siglas da base façam pente-fino em suas bancadas, identifiquem os traidores e peçam a cabeça de seus indicados no governo.

 

Fonte: http://www.wscom.com.br – Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *